O QUE É O CRISTAL DE METANFETAMINA?

Crédito fotográfico: istock.com/Lou Oats
Crédito fotográfico: istock.com/Lou Oats

Cristal é outro nome para metanfetamina em forma de cristal. É só outra forma de comercialização para a droga metanfetamina.

A metanfetamina é uma droga branca cristalina que as pessoas cheiram, fumam ou injetam com seringas. Algumas pessoas ingerem, mas todas desenvolvem uma fissura para continuar a usá-las, pois a droga cria uma sensação falsa de felicidade e bem-estar, têm uma euforia repentina, sentem autoconfiança, hiperatividade e mais energia. As pessoas também sentem perda de apetite. Os efeitos desta droga geralmente duram cerca de 6 a 8 horas, mas podem durar até 24 horas.

Pode ser que a primeira sensação seja a de prazer, mas desde o início a metanfetamina começa a destruir as vidas dos usuários.



Usuária de Metanfetamina em 2002 ... e 2 anos e meio depois
Usuária de Metanfetamina em 2002
... e 2 anos e meio depois

O que é a Metanfetamina?

A metanfetamina é uma droga ilícita da mesma categoria que a cocaína e outras drogas ilícitas potentes. Tem muitos apelidos — tina, meth, crank ou speed sendo os mais comuns. (Veja a lista dos nomes populares.)

O cristal é usado pelos indivíduos de todas as idades, mas é mais usado como uma “droga de balada”, que se usa nas baladas e danceterias ou em “raves”. Os nomes populares mais conhecidos são ice ou glass.

É uma substância química perigosa e potente e, como todas as drogas, é um veneno que age primeiro como um estimulante, mas que começa a destruir o corpo sistematicamente. Consequentemente, está associada com sérias condições de saúde, incluindo: perda de memória, agressão, comportamento psicótico, danos coronários e cerebrais potenciais.

A metanfetamina causa dependência extrema e acaba com o corpo, a dependência é tão devastadora que só pode ser aliviada ao tomar mais da droga.

O efeito da metanfetamina é altamente concentrado, e muitos usuários dizem ter ficado viciados desde a primeira vez que a usaram.

“Experimentei uma vez e JÁ ERA! Estava viciado”, disse um dependente de metanfetamina que perdeu a família, amigos, sua profissão como músico e acabou sem teto.

Consequentemente, é uma das dependências químicas mais difíceis de se tratar e muitos morrem por causa da droga.

“Comecei a usar o cristal quando estava no colégio. Antes do meu primeiro semestre da faculdade terminar, o cristal se tornou um problema tão grande que desisti da faculdade. Parecia que eu tinha catapora porque ficava horas me olhando fixamente no espelho e me beliscando. Passava todo meu tempo usando cristal ou tentando consegui-lo.” — Anne Marie