MACONHA

A maconha normalmente é fumada num cigarro chamado baseado ou beck. Também pode ser preparada como chá, misturada com os alimentos ou fumada através de um aparelho chamado bong.

A “cannabis1” é a terceira das 5 substâncias responsáveis por 16% das internações nos centros de tratamento de dependentes químicos dos Estados Unidos. De acordo com a Pesquisa Nacional da Família sobre Dependência Química, as crianças que frequentemente consomem maconha geralmente tem quatro vezes mais probabilidades de agir violentamente ou de causar danos à propriedade. Elas tendem a roubar cinco vezes mais do que aquelas que não usam a droga.

A maconha é com frequência mais potente hoje em dia do que costumava ser. As técnicas de cultivo e o uso seletivo de sementes têm produzido uma droga mais potente. Como resultado disso, tem havido um aumento enorme do número de jovens usuários de maconha que dão entrada em prontos-socorros.

Por criar uma tolerância, a maconha pode levar os usuários a usarem drogas mais fortes para sentirem o mesmo barato. Quando os efeitos começam a desaparecer, a pessoa pode procurar drogas mais potentes para se libertar das condições indesejáveis que a levaram a usar maconha em primeiro lugar. A própria maconha não leva a pessoa a outras drogas; as pessoas usam drogas para se livrarem de situações ou sentimentos indesejados. A droga (maconha) mascara o problema durante algum tempo (enquanto o usuário sente o barato). Quando o “barato” passa, o problema, condição ou situação indesejável retorna com mais intensidade do que antes. Uma vez que a maconha já “não funciona mais”, o usuário pode então partir para drogas mais potentes.

Efeitos a curto prazo:

Perda da coordenação e distorções no sentido do tempo, visão e audição, sonolência, vermelhidão dos olhos, apetite aumentado e músculos relaxados. Os batimentos cardíacos podem acelerar. De fato, na primeira hora em que se fuma maconha, há um risco cinco vezes maior de o usuário sofrer um ataque cardíaco. O desempenho escolar é reduzido devido à memória reduzida e menor capacidade para resolver problemas.

Efeitos a longo prazo:

A longo prazo pode provocar sintomas psicóticos. Pode causar dano aos pulmões e ao coração, piora os sintomas de bronquite e causa tosse e asma. Pode reduzir a capacidade do corpo para combater infecções e doenças pulmonares.

  1. 1. cannabis: o termo descreve qualquer uma das diferentes drogas que provêm do cânhamo indiano, incluindo maconha e haxixe.

NOMES POPULARES


MACONHA Bagulho Beck Marola Biricutico Erva Cangonha Papel de galo Bango Breu Fino Hemp Dona Juanita Ganja Maria Joana Caroçuda Chá Carne-seca Tarugo Aliamba Americana Capucheta Come e dorme Fumo branco Grama Mexicana Capim Congo Bunfa HAXIXE Chocolate Fininho Mato Louco