COMO OS INALANTES AFETAM O SEU CORPO?

O uso de inalantes pode causar dano no coração, rins, cérebro, fígado, na medula óssea e em outros órgãos.

Crédito fotográfico: Thomas Tamm
Crédito fotográfico: Thomas Tamm
  • Os inalantes privam o corpo de oxigênio e forçam o coração a bater de forma irregular e mais rápido.

  • Os usuários podem experimentar náuseas e sangramento no nariz e podem perder o sentido da audição ou de olfato. O uso crônico pode levar à perda de massa muscular e a um tônus muscular reduzido, e os produtos químicos venenosos danificam gradualmente os pulmões e o sistema imunológico.

  • Um usuário de inalantes arrisca-se a sofrer uma morte súbita por inalação. A morte pode ocorrer na primeira ou na centésima vez que um inalante é usado.

“Passei de cheirar cola e cheirar gás para tomar chás de cogumelos mágicos e continuei assim até completar 17 anos. Então comecei a fumar maconha. Gastava meu dinheiro em toda a maconha que podia conseguir. Depois de já ter idade para ir para a balada, comecei a usar anfetaminas e ecstasy...

“Comecei a sair com pessoas que usavam heroína, e logo eu estava usando heroína mais e mais até ficar dependente. Não tinha nem ideia do dano que me causaria mais tarde… que estaria cumprindo uma sentença de prisão após outra, roubando as casas das pessoas, roubando da minha família. A dor e a angústia que causei foram piores que roubar os bens materiais deles.” — Dennis

“Quando estava na quarta série um suposto ‘amigo’ meu me ofereceu inalantes. Por ser tão jovem e não saber avaliar a situação, comecei a cheirar gás todos os dias até chegar à oitava série. Minhas capacidades motoras estão bastante deterioradas e fico sentado por horas a fio, com o olhar perdido sem que um só pensamento cruze a minha mente. É como se o meu corpo estivesse aqui, mas eu não. É difícil para mim manter um emprego e andei vivendo sozinho por doze anos. Pareço normal por fora, mas quando tento demonstrar interesse e falar com as mulheres, está na cara que sou um vegetal. Estou cansado de viver assim e preferiria estar morto a continuar vivendo minha vida deste jeito, porque é como se eu já estivesse morto de qualquer forma.” — John