OS EFEITOS PREJUDICIAIS DO LSD

Sob o efeito de LSD, que é muitas vezes usado em forma de tabletes, uma pessoa sente um estado alterado e intenso que se transforma em dissociação e desespero. Muitas vezes ela não consegue parar as “más viagens” que podem durar 12 horas.

“Comecei a beber quando tinha 15 anos. Depois comecei a tomar ecstasy, estimulantes, usar cocaína e LSD.

“Descobri que era difícil parar num emprego, fiquei deprimido e pensei que nunca iria superar a minha obsessão pelas drogas. Tentei me suicidar duas vezes com overdoses de comprimidos. Fui levado a psiquiatras que me deram ainda mais drogas, antidepressivos e tranquilizantes que pioraram as coisas.

“Como escape para os meus sentimentos comecei a me ferir — cortando e queimando a mim mesmo.” — Justin

Efeitos Físicos

  • Pupilas dilatadas
  • Temperatura corporal elevada ou reduzida
  • Suores ou arrepios (“pele de galinha”)
  • Perda de apetite
  • Insônia
  • Boca seca
  • Tremedeira

Efeitos Mentais

  • Delusões
  • Alucinações visuais
  • Uma sensação artificial de euforia ou certeza
  • A pessoa perde a noção do tempo e da identidade
  • Redução da percepção de profundidade
  • Redução das percepções de tempo, tamanho e forma dos objetos, movimentos, cores, sons, tato e da imagem do corpo do próprio usuário
  • Pensamentos e sentimentos aterrorizantes graves
  • Medo de perder o controle
  • Ataques de pânico
  • Flashbacks, ou uma recorrência da viagem de LSD, muitas vezes repentina muito após se ter usado LSD
  • Depressão ou psicose grave

“Depois de ter usado o ácido, imaginei que tínhamos batido de frente com uma carreta e tínhamos morrido. Pude ouvir o metal chiando, depois um silêncio profundo e diabólico. Neste ponto fiquei apavorada, achava que tínhamos morrido. Por um ano não fui a nenhum cemitério porque tinha medo de encontrar a minha própria sepultura.” — Jenny