DROGAS PRESCRITAS: O QUE VOCÊ NÃO SABE

Devido ao seu potencial de abuso e dependência, a Agência Antidrogas Americana (DEA) classificou muitas drogas prescritas na mesma categoria que o ópio ou a cocaína. Estas incluem a Ritalina e a Dexedrina (estimulantes) e os analgésicos OxyContin, Demerol e Roxanol.

Muitas drogas ilícitas já foram usadas ou prescritas por médicos ou psiquiatras, mas acabaram proibidas quando os seus efeitos perigosos ficaram evidentes e não podiam mais ser ignorados. Os exemplos são: heroína, cocaína, LSD, metanfetamina e ecstasy.

O uso indevido de drogas prescritas pode até ser mais arriscado do que o uso de drogas fabricadas de forma ilícita. A alta potência de algumas drogas sintéticas (produzidas pelo homem) disponíveis como drogas prescritas cria um alto risco de overdose. Isto é especialmente verdadeiro para o OxyContin e analgésicos semelhantes, devido aos quais as mortes por overdose mais do que dobraram em 5 anos.

Muitas pessoas não imaginam que a distribuição ou venda de drogas prescritas (não receitadas por médicos) são uma forma de tráfico de drogas e é tão ilícita quanto a venda de heroína ou cocaína, resultando em multas elevadas e prisão. Nos EUA, quando o tráfico resulta em morte ou lesão corporal séria, os traficantes podem receber prisão perpétua.

Tipos de abuso de drogas prescritas

As drogas prescritas usadas para fins recreativos incluem as seguintes categorias principais:

1. Calmantes: muitas vezes referidos como depressivos do sistema nervoso central (medulas cerebral e espinhal), essas drogas tornam a função cerebral mais lenta. Elas incluem medicamentos sedativos (usados para deixar a pessoa calma e sonolenta) e tranquilizantes (usados para reduzir a tensão ou a ansiedade).

2. Opioides e derivados da morfina1: geralmente denominados analgésicos, essas drogas contêm substâncias do ópio ou semelhantes ao ópio e são usadas para aliviar a dor.

3. Estimulantes: uma classe de drogas que pretende aumentar a energia, mas que também aumenta a pressão sanguínea e as frequências cardíaca e respiratória.

4. Antidepressivos: drogas psiquiátricas que supostamente tratam a depressão.

  1. 1. derivado: uma substância química produzida a partir de outra substância similar relacionada.