NA ROTA DO USO DAS DROGAS

Créditos fotográficos: Alamy
Créditos fotográficos: Alamy

Por criar uma tolerância, a maconha pode levar os usuários a usarem drogas mais fortes para sentirem o mesmo barato. Quando os efeitos começam a desaparecer, a pessoa pode procurar drogas mais potentes para se libertar das condições indesejáveis que a levaram a usar maconha em primeiro lugar. A própria maconha não leva a pessoa a outras drogas; as pessoas usam drogas para se livrarem de situações ou sentimentos indesejados. A droga (maconha) mascara o problema durante algum tempo (enquanto o usuário sente o barato). Quando o “barato” acaba, o problema, condição ou situação indesejada voltam de forma mais intensa do que antes. Uma vez que a maconha já “não funciona mais”, o usuário pode então partir para drogas mais potentes.

A imensa maioria dos usuários de cocaína (99,9%) começaram primeiro usando uma “droga de entrada” como a maconha, os cigarros ou o álcool. Claro que nem todos que fumam maconha e haxixe começam a usar drogas mais pesadas. Alguns nunca o fazem. Outros desistem completamente de usar maconha. Mas alguns realmente recorrem a drogas mais pesadas. Um estudo descobriu que os adolescentes (12 a 17 anos) que fumam maconha têm 85 vezes mais probabilidade de usar cocaína do que os adolescentes que não fumam a erva e que 60% destes que fumam a erva antes dos 15 anos passam a usar cocaína.

Algumas vezes a maconha é combinada com drogas mais pesadas. Os baseados às vezes são banhados em PCP, um alucinógeno poderoso. PCP é um pó branco que também está disponível na forma líquida que é usada com a cannabis. O PCP é conhecido por causar comportamento violento e criar reações físicas severas incluindo convulsões, coma e até a morte.

“Eu consegui o meu primeiro baseado no pátio da escola. Agora sou um dependente de heroína e acabo de finalizar o meu oitavo tratamento para a dependência de drogas.” — Christian