ECSTASY

“Numa festa rave, eu vi um cara que tinha se entupido de ecstasy repetir durante horas: ‘Sou uma laranja, não me descasquem. Sou uma laranja, não me descasquem.’ Outro cara achava que era uma mosca e não parava de bater com a cabeça contra uma janela.” Liz

“As festas raves são legais, desde que você não tome ecstasy. Mas assim que começa, você pensa que as pessoas que te aconselham a parar são idiotas. Você começa a acreditar que descobriu algo genial e que os outros não devem tentar te dizer o contrário. Quando você começa a gostar do ecstasy, é tarde demais, você já se afundou.”  Pat

“Por sorte, estou viva, mas ficaram marcados na minha memória os dias, meses e anos após o trauma. Tenho que lidar com o que me aconteceu para o resto da minha vida — eu experimentei tudo que se possa imaginar.

Depressão, ansiedade, stress, pesadelos recorrentes e dores de cabeça — essas foram algumas das coisas que me afetaram depois de tomar ecstasy. Eu quase morri. Bastou apenas uma noite, alguns comprimidos de ecstasy e bebidas alcoólicas. Esta droga é fatal, e estou muito agradecida por estar viva. Não consigo descrever como é difícil lidar com estes pesadelos o tempo todo. Acordo suando, apenas agradecendo a Deus, e fico agradecida por ser apenas outro pesadelo. Rezo para que os pesadelos desapareçam. Nenhuma droga vale um preço tão alto assim.”  Liz

“Eu ouço muita gente falar sobre o ecstasy, classificando-o como uma droga inofensiva e divertida. Tudo o que posso pensar é: ‘Se ao menos eles soubessem.’

“Em cinco meses, passei de uma pessoa responsável, que ia atrás de seus sonhos, para uma pessoa que não se importava com mais nada. E quanto mais eu me drogava, mais eu me afundava na escuridão de um lugar solitário. Quando eu dormia, tinha pesadelos e tremedeiras. Tinha uma pele ressecada, a cabeça latejava e comecei a ter sintomas de paranoia, mas ignorava tudo isso, achando que era normal. Até a noite em que pensei que estava morrendo.

“O ecstasy roubou minhas forças, minha motivação, meus sonhos, meus amigos, meu apartamento, meu dinheiro e, acima de tudo, minha sanidade. Todos os dias eu fico preocupada em relação ao meu futuro e à minha saúde. Tenho muitos obstáculos pela frente, mas eu pretendo continuar enfrentando esses obstáculos porque sou uma das que tiveram sorte.” Lynn

“O Ecstasy me enlouqueceu. Um dia mordi um copo como se eu estivesse mordendo uma maçã. Tive que ficar com a boca cheia de cacos de vidro para perceber o que estava acontecendo comigo. Outra vez, rasguei trapos com os dentes durante uma hora.” Ann