ESTATÍSTICAS INTERNACIONAIS

  • Estima-se que 13,5 milhões de pessoas em todo o mundo usam opioides (ópio e substâncias semelhantes), incluindo 9,2 milhões que usam heroína.
  • Em 2007, 93% do abastecimento mundial de ópio veio do Afeganistão. (O ópio é a matéria-prima da heroína.) O valor total das exportações foi de cerca de US$ 4 bilhões, dos quais quase três quartos foram para traficantes. Cerca de um quarto foi para os agricultores afegãos de ópio.
  • A Pesquisa Nacional sobre Uso de Drogas e Saúde nos EUA mostrou que existiam 153.000 usuários nos EUA em 2007. Outras estimativas apresentaram resultados tão elevados quanto 900.000.
  • De cada cinco mortes relacionadas a drogas na Europa, quatro estiveram envolvidas com os opioides, sobretudo a heroína, de acordo com o relatório de 2008 do Observatório Europeu de Drogas e de Dependência Química.
  • Os opioides, principalmente a heroína, contam com 18% dos internamentos para desintoxicação de drogas e álcool nos Estados Unidos.

Desde que comecei a usar, nunca mais parei. Em uma semana fui de cheirar até injetar heroína. Em um mês fiquei dependente e fui gastando todo o meu dinheiro. Vendi tudo o que tinha de valor e por fim tudo que a minha mãe tinha. Em um ano tinha perdido tudo.

“Vendi meu carro, perdi o emprego, fui expulsa da casa da minha mãe, devia US$ 25.000 no cartão de crédito e estava morando na rua em Camden, Nova Jersey. Eu mentia, roubava, trapaceava.

“Fui estuprada, espancada, assaltada, roubada, presa, fiquei sem-teto, doente e desesperada. Sabia que ninguém podia ter um tipo de vida destes por muito tempo e sabia que minha morte estava chegando. Com tudo isso, morrer me parecia melhor do que viver como drogada.”  — Alison